sexta-feira

CONTOS: Sua poney

 Era fim de tarde quando meu Senhor me ordenou que me vestisse pois queria dar um passeio, me vesti bem depressa pois uma escrava como eu não poderia deixa lo esperando, já estava com minha fantasia de égua de quatro em forma de animal, com plug de rabo como crina para balançar quando ele mandasse, adorava ser sua eguá de estimação, fiquei obediente aguardando sua próxima ordem
   ''Muito bem verme'', disse em um tom sádico, o Dono trajava como um cavalheiro de montaria Dark, portando seu chicote que combinava muito bem com suas deliciosas botas de couro, era uma miragem para meus olhos, me vi completamente humilhada e excitada, com sua beleza e eu como cavalo o servindo, sentindo a baba escorrendo pela embocadura,completamente entregue servindo como animal, mas não era só a boca que escorria algo, minhas pernas estavam meladas com a prazerosa humilhação
   ''Isso verme babe bastante'' disse em uma gargalhada sádica , enquanto me colocava os arreios, senti minhas pernas tremerem, meus seios estavam duros e inchados,  com a expectativa de sentir todo o meu senhor em minha carcaça
  ''sinta meu peso eguá, quero ouvir você relinchar, bem alto enquanto passeamos'' disse, senti um enorme prazer poder carrega lo em meu lombo, sentia seu chicote me acoitando para  todo seu deleite e prazer ardendo meu lombo vermelho e pulsante pelos golpes da chibata ,joelhos gritavam de dor e os pulsos doloridos enquanto passeava com dono por todo seu quintal, alimentando minha parte masoquista que pedia intensamento por isso, ansiava pela dor e com orgulho de poder carregar todo o peso do meu magnifico dono, a intensidade de todos esses sentimentos e sensações em uma só cena
   '' RELINCHE EGUÁ!!'' senti outro golpe, gemi em seguida relinchei obediente
   ''agora vá ate a masmorra quero comer você" sentindo o entusiasmo de ser fodida como animal
    ''Não tire a fantasia seu animal, quero te foder assim, agora venha sentir o aroma de minhas botas''
era isso que eu ansiava sentir todo aroma divino, cheirando intensamente e lambendo suas botas, passando a linguá em cada detalhe dela
   ''Isso porca, continue de quatro, cheirando minhas botas", disse enquanto  me Senhor me pegava de quatro tirando o plug e me arrombando por inteira, com gemido alto e insperado enquanto tocava minha boceta inchada e molhada
  "NÃO GRITE, RELINCHE !!" e com isso outro golpe de sua chibata em meu lombo, não aguentando mais, supliquei permissão do gozo, explodi  sendo preenchida por seu membro em meu cu e suas mãos em meu clitores, seguidamente fui alimentada com seu gozo quentinho direto em minha garganta, e muito feliz com nosso momento, depois do afago em minha cabeça, sou ordenada ir pra jaula, pois nosso feriado estava apenas começando




                                                                                                   
                                                                                                            {Arcanes}_IMPERATOR

       

6 comentários:

  1. Que delícia! Principalmente pelo prêmio no final, sei o quanto gostamos desses presentes.
    Tenham um fim de semana encantadoramente feliz.

    Beijos

    http://odiariodaescrava.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Obrigada querida !!, fico muito feliz que tenha gostado, me dá mais motivação ainda *-*

    ResponderExcluir
  3. Obrigada querida !!, fico muito feliz que tenha gostado, me dá mais motivação ainda *-*

    ResponderExcluir
  4. Estou maravilhada com o que li aqui, é um relato de feliz entrega. ...e como é bom!

    http://sublimefemalededomfa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Muito obrigada querida !!, em breve terão muito mais, estou feliz por gostarem !!

    ResponderExcluir
  6. Fetiche que enche de tesão! Ponyplay, petplay... Vamos vivendo nosso BDSM SSC!!! Sempre, obrigado pelos comentários!!!

    ResponderExcluir