domingo

O paraíso onde me perco

 Meu ser transborda de gratidão. 
Enorme privilegio concedido a mim, mera escrava, pelo meu amado Mestre e Senhor
 Estar aos Seus pés é meu paraiso. 
Poder toca-los, sentir o aroma e gosto divinos é mais do que um manjar. 
Meu lugar de entrega, paz, conforto, segurança, prazer e plena alegria.
Dono da minha vida e de minhas vontades 
Não há nenhum outro lugar onde queira estar
Ao meu redor nada mais importa, alem do desejo que arde em mim
prostrar-me e em reverencia adorar e venerar os pés Daquele que me pertence
ser capacho, verme imundo, poeira sob seus pés
 completamente SUA, dependente de Suas ordens e de Seu dominio
rendida ante a Sua soberania. 








Nenhum comentário:

Postar um comentário